Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

O primeiro teste do armistício entre Guedes e Maia

Presidente da Câmara conta com uma ajuda do ministro para bater o centrão

Por Machado da Costa - 13 out 2020, 09h42

Muitos se perguntam se o “acordo de paz” entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), será de fato duradouro. Nos próximos dias, o armistício passará por seu primeiro teste: a presidência da Comissão Mista de Orçamento. A definição do nome é importante por dois motivos: primeiro, pelo alinhamento político e econômico do deputado ou senador a ser escolhido; segundo, porque Maia e Arthur Lira (PP-AL), um dos líderes do centrão, transformaram a nomeação numa antecipação da eleição para a presidência da Câmara — quem emplacar o nome, sai fortalecido para indicar o sucessor de Maia, em janeiro de 2021. Antes de segunda-feira passada, 5, Maia vinha cobrando de Guedes ajuda para definir o nome. Seu preferido é o do deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), amigo de longa data. Já Lira quer o da deputada Flavia Arruda (PL-DF). O fiel da balança pode ser Guedes e tanto Maia, quanto Lira, estão de olho em seu apoio.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade