Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

O burburinho nas empresas de Eike Batista

Em busca da ressurreição, MMX consegue reverter decisão na Justiça sobre cessão gratuita de ativo à Vetorial

Por Felipe Mendes Atualizado em 1 dez 2020, 10h43 - Publicado em 1 dez 2020, 10h41

Os acionistas da OSX e MMX, empresas do grupo fundado por Eike Batista, estão em alvoroço. Nos últimos dias, a primeira saiu da recuperação judicial e, agora, planeja seu futuro. A MMX, por sua vez, parece despertar de um sono profundo. A empresa do ramo da mineração teve um recurso acatado pela Justiça no final da última semana, anulando a cessão gratuita da Mina Emma à empresa Vetorial. Esse acordo envolvendo a mina foi firmado pessoalmente pelo antigo presidente da MMX, Pedro de Moraes Borba, que segundo a própria decisão judicial, desrespeitou a governança corporativa da companhia e deixou de consultar o juízo da recuperação judicial quanto à operação. O que ninguém percebeu, no entanto, é que esse mesmo executivo é hoje o CEO da OSX.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade