Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Nova alta do minério e EUA fazem bolsa subir

VEJA Mercado: investidores estão de bom humor diante das altas do minério e dos bons números dos EUA

Por Diego Gimenes 24 nov 2021, 18h37

VEJA Mercado | Fechamento | 24 de novembro.

Em uma sessão menos volátil e que ficou no positivo a maior parte do tempo, o Ibovespa fechou em alta de 0,83%, a 104.514. Os analistas explicam que, sem grandes ruídos na tramitação da PEC dos Precatórios no Senado, pelo menos aparentemente, o ambiente para os negócios melhora. Soma-se a esse fator os números macroeconômicos americanos que vieram dentro do esperado, com destaque positivo para o número semanal de novos pedidos de seguro-desemprego — o menor desde 1969. Ainda na esteira positiva, a nova alta do minério de ferro na China. Em Dalian, a commodity subiu 5,84%, a 96,5 dólares a tonelada. “Ficamos acostumados com uma enxurrada de notícias ruins, mas, hoje, um combo de bons indicadores fez o índice subir”, avalia Rodrigo Friedrich, chefe de renda variável da Renova Invest.

Usiminas e Vale fecharam em altas de 3,5% e 2,3%, respectivamente. Os grandes bancos também se destacaram. “A indicação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de que é importante seguir as metas de inflação do país, soou bem no mercado hoje e ajudou a sustentar a alta do índice, sobretudo a do setor financeiro”, pontua Friedrich. Itaú e Bradesco subiram 2,6% e 2,5%, respectivamente. No lado das baixas, o setor de saúde. Rede D’or e Hapvida fecharam em quedas de 3,1% e 2,4%, respectivamente. O dólar negociou sem grandes oscilações ao longo do dia e fechou em queda de 0,25%, a 5,594 reais.

Publicidade