Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Mudanças em duas diretorias na Petrobras estão quase definidas

Áreas estão ligadas às pretensões da estatal em vender ativos

Por Machado da Costa Atualizado em 24 fev 2021, 10h26 - Publicado em 22 fev 2021, 16h44

Ao menos duas importantes diretorias da Petrobras deverão mudar assim que o comando da estatal for alterado. São elas a executiva financeira, chefiada por Andrea Almeida, e de Logística, capitaneada por André Chiarini. Segundo uma pessoa próxima aos dois, a situação deles na estatal é insustentável com a saída de Roberto Castello Branco da presidência. Isso porque as duas áreas são chave na pretensão da companhia em se desfazer ou não de ativos importantes, como as refinarias. Executivos da Petrobras entendem que estes planos serão suspensos após a troca e uma vez que a primeira venda, a da RLAM (Refinaria Landulpho Alves, na Bahia) ao fundo Mubadala está sendo questionada por seu valor.

Decerto que as vagas, preenchidas por indicações pessoais de Castello Branco, serão discutidas com o Congresso, diz essa mesma pessoa. Diferentemente do início do governo, todos os cargos chave da administração federal passaram a ser negociados desde que Arthur Lira (PP-AL) assumiu a presidência da Câmara.

A joia da coroa, contudo, a diretoria de exploração, pode ser preservada num primeiro momento. Uma mudança truculenta e uma subsequente negociação com o centrão traria uma lembrança muito vívida do petrolão.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade