Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Maia dispara contra Guedes e Bolsonaro por PIB frustrante

O presidente da Câmara criticou com veemência trabalho da equipe econômica

Por Machado da Costa Atualizado em 3 dez 2020, 11h54 - Publicado em 3 dez 2020, 11h48

Nesta quinta-feira, 3, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez duras críticas aos trabalhos desenvolvidos pela equipe econômica do governo Jair Bolsonaro. Segundo ele, o PIB do terceiro trimestre, que mostrou alta de 7,7% foi frustrante — o mercado esperava por volta de 9% de crescimento — e refletiu a “desorganização do governo”.

Após, Maia também desferiu contra a meta flexível para as contas públicas de 2021, conforme o sugerido pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. O presidente da Câmara se disse “impressionado com a invenção de Guedes” presente no projeto de lei de diretrizes orçamentárias (LDO) e que a ausência de uma meta rígida é mais uma “jabuticaba brasileira”.

As críticas forçaram Guedes a defender o trabalho da equipe econômica. A jornalistas, disse que há “forte recuperação da atividade, do emprego formal e do crédito” e que a economia está retomando em “V”. Sobre a tal jabuticaba, afirmou que não haverá problema em fixar uma meta primária.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade