Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Luiza Trajano e Moro se recusaram a assinar carta de presidenciáveis

Candidatos a serem candidatos a presidente da República nas próximas eleições se uniram e divulgaram ontem manifesto a favor da democracia

Por Josette Goulart Atualizado em 2 abr 2021, 15h01 - Publicado em 1 abr 2021, 15h06

A empresária Luiza Trajano, dona da Magazine Luiza, foi convidada a assinar o manifesto pela democracia dos presidenciáveis divulgado ontem e que foi assinado por Ciro Gomes, Eduardo Leite, João Amoedo, João Doria, Luciano Huck e Luiz Henrique Mandetta. Luiza gentilmente disse que não tinha nada a ver com isso e que nunca foi candidata. O Radar Econômico apurou que o ex-juiz Sergio Moro tirou seu nome na última hora porque tem restrições impostas pela empresa que o contratou para se manifestar politicamente. O manifesto dos presidenciáveis diz que a democracia brasileira está sob ameaça, em uma referência velada ao presidente Jair Bolsonaro, e relembrou o movimento das “Diretas Já”, que uniu diferentes forças políticas no mesmo palanque.

O convite causou cizânia no grupo, como você pode ler aqui.

Atualização: Luiza Trajano entrou em contato, na tarde desta sexta-feira, 02, por meio de assessoria de imprensa, para dizer que foi mal interpretada durante conversa com VEJA e que o queria dizer é que não foi procurada pelo grupo de presidenciáveis.

Publicidade