Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Laureate escolhe Ânima e Ser Educacional vai à Justiça para manter acordo

Ânima ganhou disputa por ativos da multinacional americana, mas pode não levar; Ser obteve liminar na Justiça para manter acordo firmado anteriormente

Por Felipe Mendes Atualizado em 21 out 2020, 14h33 - Publicado em 21 out 2020, 12h51

A Ânima Educação passou à frente na disputa pelos ativos do grupo educacional americano Laureate no Brasil. Após cobrir em mais de 500 milhões de reais a proposta da rival Ser Educacional, a dona da Universidade São Judas foi escolhida nesta quarta-feira, dia 21, como a vencedora no duelo pelos ativos da multinacional americana detentora das redes Universidade Anhembi Morumbi e Centro Universitário FMU. Mas o Grupo Ser Educacional não perdeu tempo e informou ao mercado que obteve liminar na Justiça para fazer valer o acordo firmado com a multinacional americana em 13 de setembro. A disputa promete um segundo turno.

A Ser tinha acertado com a Laureate o pagamento de 1,7 bilhão de reais em dinheiro e mais 101.138.369 em ações — ao todo, a proposta é avaliada em torno de 4 bilhões de reais. Em fato relevante divulgado nesta quarta, a companhia recifense prometeu levar a disputa adiante. “No âmbito da possível aquisição dos negócios da Laureate Education, Inc. (“Laureate“) no Brasil, houve divergência entre as partes em relação ao válido exercício do direito de go-shop e, em razão dessa divergência, o assunto será discutido judicialmente”, diz trecho da nota. “Nesse sentido, a Ser entrou com pedido de tutela cautelar, em caráter antecedente a procedimento arbitral e obteve decisão liminar favorável, mantendo o Transaction Agreement, válido e eficaz”.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade