Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

J&F tenta garantir Eldorado no Tribunal, mas desembargador nega liminar

Desembargador quer esperar desfecho a primeira instância

Por Josette Goulart Atualizado em 24 Maio 2021, 13h37 - Publicado em 24 Maio 2021, 11h41

A J&F Investimentos, empresa da família Joesley Batista,  tentou acelerar o processo em que tenta anular uma decisão arbitral que a obriga a entregar a empresa de celulose Eldorado Brasil, mas não teve sucesso. O desembargador Araldo Telles, da 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, se recusou a dar qualquer liminar até que a justiça de primeira instância encaminhe o processo. Telles chegou a dizer que a juíza Renata Maciel é muito competente. A juíza decidiu manter a suspensão da transferência da Eldorado para os indonésios da Paper Excellence, mas determinou que se começassem as trocas de garantias de dívidas bilionárias da empresa. A troca de garantias é o primeiro passo para que a J&F transfira a empresa. A juíza Maciel disse que ainda iria determinar o cronograma para essa troca de garantias e a expectativa é que a juíza se manifeste em breve. Ela também disse que eventualmente poderia até mudar de opinião.  A J&F está tentando anular a decisão arbitral alegando a suspeição de um dos árbitros e com denúncias de suspeitas de hackeamento. 

Publicidade