Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Investimentos fechados em startups neste ano superam aportes de 2019

Dados da Distrito apontam que fundos de venture capital aportaram mais recursos até o fim de novembro que em todo o ano passado

Por Machado da Costa 3 dez 2020, 12h17

Acessar capital via fundos de venture capital (VC) consolidou-se como uma alternativa de financiamento do empreendedorismo no Brasil. Só entre janeiro e novembro deste ano esse tipo de fundo injetou 15,43 de reais bilhões em startups, conforme dados da Distrito, uma empresa de inovação aberta. O montante atual supera os 14,89 bilhões de reais investidos ao longo de todo o ano de 2019. E este valor não para de crescer. A fintech C6, por exemplo, anunciou nesta quarta-feira, 2, que recebeu um investimento de 1,3 bilhão de reais. Ou seja, os aportes em 2020 ficarão bem acima do montante do ano anterior.

Uma das pioneiras no segmento de VC brasileiro, com estreia em 2011 com cheques destinados às bem-sucedidas Quero Educação e Loggi, a Iporanga Ventures investiu em 10 empresas somente em 2020. A gestora, que está com a captação de um fundo aberta, prevê fechar o ano com 12 investidas, uma por mês.

Do outro lado da linha do tempo deste mercado, a carioca Fuse Capital surgiu no mercado em dezembro do ano passado. A arquitetura financeira das operações da Fuse é inovadora para o mercado brasileiro, pois mistura venture capital com venture debt. O modelo híbrido já foi implementado no aporte de quatro startups e a previsão é encerra 2020 com seis investidas.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade