Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Investidor estrangeiro não resiste e tira bilhões da bolsa. Veja por quê

VEJA Mercado: crises política, econômica e institucional, além da Evergrande, afugentaram os gringos em setembro

Por Diego Gimenes 24 set 2021, 16h43

O investidor estrangeiro está de olho no noticiário e nos riscos de se investir no Brasil. Em um setembro marcado pelas manifestações no 7 de Setembro, discursos golpistas, ataques ao Supremo, recuos estratégicos e, ainda, uma possível quebra da chinesa Evergrande, que impactou os negócios no mundo inteiro, os gringos tiraram 4 bilhões de reais do país até a última quarta-feira, 22, segundo a B3. Somente naquele dia, quando o Ibovespa subiu 1,84%, o estrangeiro tirou 1,4 bilhão do Brasil. “Há uma percepção de avanço na articulação política com os outros poderes depois daquela Declaração à Nação, mas o estrangeiro está tão machucado que espera as negociações de fato se concretizarem para melhorar a precificação”, avalia Filipe Villegas, estrategista da Genial Investimentos. “Existe, ainda, uma falta de previsibilidade na inflação e nos juros”. No acumulado do ano, o fluxo estrangeiro é positivo de 43 bilhões de reais.

Publicidade