Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Governo marca e desmarca reunião com caminhoneiros antes da greve

Com alta nos combustíveis, caminhões ameaçam parar

Por Josette Goulart Atualizado em 22 out 2021, 17h05 - Publicado em 22 out 2021, 16h28

A Casa Civil havia chamado representantes de pelo menos oito entidades que representam os caminhoneiros para uma reunião na próxima quinta-feira, 28 de outubro, segundo comunicado enviado à Frente Parlamentar dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas. Mas segundo informações do Ministério da Infraestrutura, a reunião foi adiada. O governo não gostou de ver o presidente da Frente, deputado Nereu Crispim, (PSL-RS), tomar a frente das discussões e desconfiou que foi o deputado que divulgou a jornalistas que a reunião seria com os ministros da Casa Civil e da Infraestrutura, quando na verdade o deputado não participaria e nem os ministros. Os caminhoneiros iriam se encontrar com secretários dos ministérios.

Crispim já foi da base do governo e agora é oposição e tenta se firmar como interlocutor de um grupo de caminhoneiros que diz que fará paralisação a partir do primeiro dia de novembro por conta dos preços dos combustíveis. O governo tenta dividir os caminhoneiros e tem dito a seus apoiadores que essa frente está ligada a Lula. A nova data ainda não foi confirmada.

Publicidade