Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Governador do Rio busca com o Tesouro manter a suspensão das dívidas

Claudio Castro, que substitui Wilson Witzel, pede para que estado continue a não pagar as dívidas com a União

Por Machado da Costa Atualizado em 8 set 2020, 10h22 - Publicado em 8 set 2020, 10h00

O governador interino do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC-RJ), tenta prorrogar o plano de recuperação fiscal do estado, o qual permite que o Rio continue sem pagar as dívidas federais. O plano está em vigência desde 2017, mas desde 2016 o estado deixou de pagar a dívida. Na tarde desta terça, 8, ele se reúne com Bruno Funchal, secretário do Tesouro Nacional, para explicar a situação do estado. Curiosamente, há uma semana, o governo do estado enviou ao Tesouro uma série de documentos que garantiam que o Rio de Janeiro não havia estourado gastos durante a pandemia e que os sinais de fumaça detectados pelo Tesouro apareceram porque as metodologias de cálculo são diferentes.

O Rio não está sozinho. Outros estados da federação também foram questionados pelo Tesouro. São eles Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Tocantins.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

ASSINE VEJA

Os riscos do auxílio emergencial Na edição da semana: a importância das reformas para a saúde da economia. E mais: os segredos da advogada que conviveu com Queiroz
Clique e Assine
Continua após a publicidade

Publicidade