Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Fusões e aquisições no Brasil devem crescer 18% este ano

Condições propícias para consolidação alavancaram o país no ranking mundial

Por Machado da Costa - Atualizado em 9 set 2020, 10h56 - Publicado em 9 set 2020, 10h33

Um levantamento feito pela consultoria Euromonitor indica que o Brasil terá um ano e tanto no mercado de fusões e aquisições. A expectativa é que o volume de negócios cresça 18% este ano, uma das dez maiores acelerações no mundo. Com a exceção da Irlanda (2º), todo o Top 10 é ocupado por países emergentes: Singapura, Irlanda, Filipinas, Catar, Vietnam, Malásia e Hungria estão à frente do Brasil.

“O Interesse de investidores internacionais na infraestrutura das empresas de telecomunicações é surpreendente. Este é o setor que tem mais apelo neste momento”, afirma Clovis Torres, diretor do escritório Souza, Mello e Torres, que acabou de montar uma nova unidade no Rio de Janeiro para surfar na onda da consolidação do país este ano.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

ASSINE VEJA

Os riscos do auxílio emergencial Na edição da semana: a importância das reformas para a saúde da economia. E mais: os segredos da advogada que conviveu com Queiroz
Clique e Assine
Publicidade