Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Fusão injeta R$ 200 milhões em startup de benefícios trabalhistas

Vee Benefícios se fundiu com a francesa Swile e agora espera crescer 500% em dois anos

Por Machado da Costa Atualizado em 16 fev 2021, 16h46 - Publicado em 16 fev 2021, 12h43

Após uma grande imersão no mercado nacional, a Swile, uma das scale-ups mais queridinhas do mercado europeu, e a Vee Benefícios, primeira HR tech de benefícios flexíveis do país, anunciaram uma fusão que investirá mais de 200 milhões de reais no mercado de benefícios até 2022. Após uma imersão no último ano, a francesa enxergou o Brasil como o epicentro de sua expansão global, já que o setor movimenta hoje, mais de 150 bilhões por ano e a Vee como a prioridade máxima da empresa para os próximos anos.

Esse movimento é fruto das rodadas de investimentos captadas pela francesa, que totalizaram até o momento aproximadamente 700 milhões de reais, aportados principalmente pela Index Ventures, fundo que já investiu em companhias como Facebook, Slack e Zendesk. Já a Vee, havia iniciado em agosto uma nova fase de captação de investimentos, e após o início da conversa com a Swile, foi possível perceber que uma aliança estratégica faria total sentido.

Vee Benefícios
(E/D) Marcelo Ramos, fundador e presidente do conselho da Vee; Eduardo Haidar, cofundador e CCO de Vee; Loic Soubeyrand, CEO e fundador da Swile; Raphael Machioni, cofundador e CEO da Vee / Divulgação/VEJA

“Essa fusão é mais uma etapa do movimento de mudança que visamos imprimir no Brasil. Projetamos um crescimento de 500% até o final de 2022 e um faturamento de 2 bilhões de reais para o período. A Vee e a Swile compartilham os mesmos valores e isso é o combustível mais importante para que a nossa missão de transformar a vida do colaborador no trabalho seja alcançada através de um produto mais completo e inovador. Sendo assim, acreditamos que estaremos posicionados para oferecer nossos produtos a milhões de colaboradores em todo o Brasil e no mundo; além disso, projetamos que nos próximos 3 anos teremos mais de 1 milhão de colaboradores brasileiros utilizando nosso produto quase que diariamente”, afirma Raphael Machioni, cofundador e CEO da Vee.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade