Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Executivos da Moderna negociam milhões às vésperas de anúncio da vacina

Movimento repete o que executivos da Pfizer fizeram uma semana antes

Por Machado da Costa Atualizado em 18 nov 2020, 14h12 - Publicado em 18 nov 2020, 12h50

Dois altos executivos do laboratório americano Moderna transacionaram mais de 3,5 milhões de dólares dias antes do anúncio, realizado na segunda-feira, 16, de que a vacina contra a Covid-19 teria eficácia de 95%. Bancel Stephane, o CEO, e Hoge Stephen, o presidente de pesquisa e desenvolvimento, venderam — o que mais chama a atenção — 1,8 milhões de dólares e 1,7 milhões de dólares, respectivamente, em ações da companhia. Stephane ainda fez a aquisição de 10 mil opções de compra em ações da companhia. O valor médio das ações das vendidas foi de 86,3 dólares. Na segunda, o preço das ações da Moderna chegaram a bater 100 dólares, mas caíram desde então e agora orbitam a cifra de 90 dólares.

Na semana anterior, quando a Pfizer também anunciou alto grau de eficácia de sua vacina, executivos também apresentaram documentos indicando terem negociado ações da empresa. As operações são legais, desde que estejam dentro do plano preestabelecido e acordado com a SEC, a CVM americana.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade