Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Davi Alcolumbre pede relatoria da MP da privatização da Eletrobras

Senador insistiu na relatoria por conta de ser representante do Amapá, estado que sofreu com apagões de energia

Por Josette Goulart Atualizado em 25 Maio 2021, 21h52 - Publicado em 25 Maio 2021, 19h30

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) bateu pé para ficar com a relatoria da MP da privatização da Eletrobras no Senado Federal, em reunião do partido nesta terça-feira, 25. Em princípio a relatoria ficaria com o senador Marcos Rogério (DEM-RO), mas Alcolumbre insistiu em ficar com o cargo já pensando na reeleição para o Senado em 2022. O senador é do Amapá, estado que sofreu com apagões que duraram semanas e a luz foi restabelecida com ajuda dos técnicos da Eletronorte, que pertence à Eletrobras. A estatal será capitalizada por meio de emissão de novas ações, que na prática tiram o governo do controle da empresa. Além disso, a MP que chegou da Câmara veio com alguns jabutis como a obrigação de contratação de energia de usinas termelétricas, de pequenas centrais hidrelétricas e prorrogação do Proinfa. O senador pode eventualmente tentar direcionar algumas das térmicas para seu estado.

Outro ponto importante da MP é a criação de fundos bilionários para preservação da Amazônia e do São Francisco, a serem financiados pela própria Eletrobras. No fim da manhã, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse em evento do banco BTG Pactual que a casa não tem obrigação de concordar nem com o texto do governo federal, nem com aquele que chegou da Câmara, e que os senadores vão fazer sua própria análise. 

Publicidade