Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Crise hídrica e Jackson Hole andam juntos no mercado nesta sexta

VEJA Mercado: Governo admite grave situação hídrica e preços vão subir; mas presidente do Fed será voz forte no mercado neste último dia da semana

Por Josette Goulart 27 ago 2021, 09h03

VEJA Mercado | Abertura | 27 de agosto.

A semana termina com os mercados mais preocupados com a crise hídrica e o governo sendo um pouco mais claro em relação à gravidade da situação, apesar de ainda não adotar uma postura mais contundente de conscientização da população. O presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer em sua live semana ontem que estamos no limite do limite e que é preciso apagar a luz, mas não deu muito holofote para esta informação. O brasileiro precisa economizar energia porque mesmo que não falte, os preços vão às alturas com tantas usinas termelétricas tendo que rodar a plena capacidade. E energia mais cara, significa mais inflação e um risco à atividade econômica, por isso, o mercado responde rapidamente. Nesta sexta-feira, a Aneel deve definir a nova tarifa da bandeira 2 da energia.

Quem vai andar junto com a crise hídrica no mercado nesta sexta é o Jackson Hole, o simpósio entre acadêmicos e membros do banco central americano, o Fed. Existe a expectativa do que o presidente do Fed, Jerome Powell, diga algo mais concreto sobre os impactos da delta em sua política monetária. Qualquer coisa que Powell disser poderá movimentar os mercados.

Publicidade