Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Criptomoeda é hipercapitalista e de direita, diz criador da dogecoin

Palmer diz que as criptomoedas pegam o que há de pior no capitalismo para explorar os desfavorecidos

Por Josette Goulart 15 jul 2021, 16h22

Jackson Palmer foi um dos criadores da dogecoin, uma criptomoeda que era para ser apenas uma brincadeira com um meme de um cachorro shiba inu que acabou virando uma das dez maiores criptomoedas do mundo. Palmer foi  ao Twitter fazer uma série de críticas às criptomoedas. Ele diz que é uma tecnologia hipercapitalista, inerentemente de direita e que foi construída para amplificar a riqueza de seus proponentes por meio de uma combinação de evasão fiscal, supervisão regulatória reduzida e escassez artificialmente aplicada.

“Criptomoeda é como pegar as piores partes do sistema capitalista de hoje (por exemplo, corrupção, fraude, desigualdade) e usar software para limitar tecnicamente o uso de intervenções (por exemplo, auditorias, regulamentação, tributação) que servem como proteções ou redes de segurança para a pessoa média”.

Além disso, ele diz que é um sistema de exploração em que os mais ricos ficam mais ricos em cima dos financeiramente desesperados e ingênuos. Apesar do sucesso da dogecoin, Palmer não ficou com rico com a cripto já que se desfez delas antes do sucesso estrondoso da moeda, impulsionado pelo garoto propaganda Elon Musk.  

Continua após a publicidade
Publicidade