Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Convite a Luiza Trajano para manifesto causa cizânia entre presidenciáveis

A empresária foi convidada a assinar o manifesto pela democracia, mas recusou o convite dizendo não ser candidata

Por Josette Goulart Atualizado em 1 abr 2021, 22h20 - Publicado em 1 abr 2021, 21h55

A notícia de que a empresária Luiza Trajano não aceitou o convite para assinar o manifesto pela democracia dos presidenciáveis de centro, como informou a coluna nesta quinta-feira, 01, causou uma cizânia no grupo. O governador João Doria (PSDB) logo negou que ela tenha sido convidada. Desconfiou-se então que o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que organizou e convidou o grupo para fazer o manifesto, é que teria feito o convite. Mas ele negou que tenha convidado. Dentre os presidenciáveis de centro, o ex-ministro Sérgio Moro também foi convidado a participar, mas acabou não assinando o manifesto por impedimento do seu contrato com a consultoria Alvarez & Marsal. Fizeram parte do manifesto: Ciro Gomes, Eduardo Leite, João Amoedo, João Doria, Luciano Huck e Luiz Henrique Mandetta. 

Publicidade