Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Contas públicas surpreendem e mercado revê projeções negativas

Banco Central anunciou nesta segunda, 30, que setor público registrou superávit de 3 bilhões de reais; economistas previam déficit de 8 bilhões de reais

Por Machado da Costa Atualizado em 30 nov 2020, 15h02 - Publicado em 30 nov 2020, 11h16

Não estavam previstos na conta de muitos economistas-chefes de corretoras e gestores de investimentos os números mais recentes das contas públicas nacionais. Nesta segunda-feira, 30, o Banco Central informou que o setor público — Tesouro Nacional, Banco Central, Previdência Social, governos regionais e estatais — registrou superávit primário de 3 bilhões de reais, em outubro. O consenso do mercado era de déficit de 8 bilhões de reais.

Mesmo que o saldo positivo tenha sido causado pelos resultados dos governos regionais e estatais, os números mudam significativamente as perspectivas para as contas públicas. Muitas casas já estão revisando as estimativas e projetando um futuro menos inglório para a dívida pública, segundo agentes do mercado consultados pelo Radar Econômico. Obviamente que ainda não tiveram tempo de refazer todos os cálculos, mas eles já deverão aparecer a partir da próxima semana no relatório Focus, do Banco Central.

Agora fica o dever dos gestores públicos de garantirem que os gastos extraordinários da pandemia fiquem no passado para que não se coloque mais em xeque a capacidade de solvência do país.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade