Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Como órgãos de controle vão fiscalizar o que se passa dentro de máquinas?

Bruno Dantas do Tribunal de Contas da União diz que é preciso regular a custódia

Por Josette Goulart 15 out 2021, 13h36

O ministro Bruno Dantas, vice-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), resumiu bem o desafio que será o de fiscalizar a inteligência artificial: “trata-se de fiscalizar o que está dentro da máquina e essa é uma realidade que já se apresenta”. O ministro participou na manhã desta sexta-feira, 15, de um evento sobre o assunto promovido pelo Núcleo de Inovação Tecnológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, o InovaHC. Danas disse que o volume de informações que é gerado pelas máquinas tem muito valor para os agentes privada. “É importante que esses dados estejam custodiados de forma a não cair em mãos desautorizadas, que pode gerar problemas desde valorização econômica para um agente privado até questões de gestão de saúde da população”, disse o ministro no evento.

Publicidade