Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

China diz que criptomoedas “não são reais” e bitcoin despenca

Bitcoin é negociado a menos de 40 mil dólares caindo cerca de 14% em menos de 24 horas

Por Josette Goulart 19 Maio 2021, 08h11

Primeiro foi a Tesla que anunciou que não vai mais aceitar bitcoins na venda de seus  carros e transformou 300 bilhões de dólares de bitcoins em pó. Agora foi a vez da China fazer a moeda cair 14% em menos de 24 horas. O bitcoin está sendo negociado na manhã desta quarta-feira, 19, abaixo dos 40 mil dólares, depois de ter batido seu recorde histórico de quase 65 mil dólares há pouco mais de um mês. Os reguladores chineses estão intensificando suas  ações contra as criptomoedas e na terça-feira, 18, o Banco Popular da China (banco central), bancos e o WeChat fizeram um comunicado conjunto dizendo que não vão aceitar criptomoedas como pagamentos de seus produtos ou serviços. “Não são moedas reais”, disse o comunicado.

Publicidade