Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Buffett: as pessoas desistem de seus carros, mas não de seu Apple

O megainvestidor diz que provavelmente foi um erro ter vendido um pouco de ações da Apple no ano passado

Por Josette Goulart Atualizado em 3 Maio 2021, 08h38 - Publicado em 3 Maio 2021, 08h35

Uma das estratégias da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, no ano passado foi vender um pouco de ações da Apple, quando a empresa ultrapassou a marca de 2 trilhões de dólares. Buffett admitiu neste fim de semana no encontro anual de acionistas da Berkshire que foi provavelmente um erro. No primeiro trimestre deste ano, a Apple teve um estouro de vendas. Ele diz que as ações da Apple são uma barganha porque ela é indispensável na vida das pessoas e que  tem certeza de que se as pessoas tivessem que escolher entre seus carros e seu Apple, elas desistiriam de seus carros.

Apesar de ter vendido um pouco de ações no ano passado, a Apple é a maior posição na carteira de investimentos da Berkshire, em uma aposta de quase 111 bilhões de dólares o equivalente a quase 4% da empresa.

Publicidade