Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Brasil dá calote em dívida com banco de fomento e Guedes recebe cobrança

País não cumpriu pagamentos de US$ 66,9 milhões no ano passado com o Banco de Desenvolvimento da América Latina

Por Victor Irajá Atualizado em 15 abr 2021, 12h17 - Publicado em 15 abr 2021, 12h13

O ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu uma cobrança de pagamento de dívidas referentes a recursos disponibilizados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina, o CAF. Segundo um ofício enviado ao ministro, o CAF e o governo brasileiro assinaram, ainda sob a gestão Michel Temer, em 2017,  um convênio de subscrição de ações de 66,9 milhões de dólares, com pagamento previsto para o ano passado. O que não aconteceu.

O CAF lembra, ainda, que o país terá que arcar com outras obrigações, oriundas do mesmo acordo, antes de setembro deste ano. O valor é ainda mais alto: 83,9 milhões de dólares. “Diante do exposto, quero solicitar vosso apoio indispensável para que o Brasil possa realizar, o mais breve possível, o pagamento da cota vencida do ano de 2020 e na oportunidade, solicito também, que se inclua a programação do pagamento da cota correspondente ao ano de 2021 até a data indicada de 30 de setembro do ano em curso”, disserta a cobrança da instituição.

Publicidade