Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Bolsa inicia semana em alta na expectativa por Copom, vacina e balanços

VEJA Mercado: recuperação do Ibovespa ainda não reverte as perdas do pregão desastroso de sexta-feira, mas mostra bom apetite do investidor

Por Diego Gimenes 2 ago 2021, 17h54

VEJA Mercado fechamento: 2 de agosto.

Após recuar 3,94% no acumulado do mês de julho, a bolsa de valores iniciou agosto esboçando uma leve reação. O Ibovespa fechou em alta de 0,59%, a 122.515 pontos. Segundo os analistas, o primeiro dia do mês costuma ser positivo, uma vez que as carteiras das corretoras são atualizadas e os investidores mostram maior apetite para comprar. Nesta semana, o radar dos analistas está apontado para reunião do Copom, que deve subir a taxa Selic em 1 ponto percentual, e para o avanço da vacinação no país, sobretudo em São Paulo, que prevê o fim da quarentena para 17 de agosto. A divulgação dos resultados dos três maiores bancos do país — Banco do Brasil, Itaú e Bradesco — também servirá de termômetro para a bolsa.

Entre os destaques do dia, está o setor de shoppings. A Multiplan, que anunciou, no último dia 28, lucro líquido de 93,7 milhões de reais no segundo trimestre, quase 33% maior em relação ao anterior, fechou o dia em alta de 2,87%. Os papéis da Iguatemi, que anuncia os resultados no próximo dia 9, valorizaram 1,08%. “Hoje é um dia de troca de carteira. No Brasil, existe um espaço enorme para buscar preço em relação às bolsas internacionais”, diz Rodrigo Barreto, analista da Necton Investimentos.

No lado das baixas, a CVC recuou 2,02% no dia. Segundo Barreto, embora a vacinação indique retomada para o turismo, a emissão de ações da companhia a 19 reais faz com que o papel acompanhe o valor. Hoje, a ação é vendida a 21,85 reais.

Continua após a publicidade
Publicidade