Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Bancos melhoram projeções para celulose e ações de Klabin e Suzano sobem

VEJA Mercado: Morgan Stanley e Credit Suisse preveem recuperação dos preços para o quarto trimestre

Por Diego Gimenes 25 ago 2021, 19h21

Após uma queda nos pedidos de celulose pela China e consequente redução nos preços, algumas instituições financeiras apontam para uma recuperação da commodity no quarto trimestre. Em relatório, o Credit Suisse avalia que os preços se estabilizaram após as quedas e devem seguir assim pelos próximos meses. Além disso, enxerga um novo recuo como improvável neste momento. Já o Morgan Stanley projeta uma recuperação da celulose no quarto trimestre do ano, quando a demanda costuma impulsionar a cotação. A commodity chegou a cair para 639 dólares por tonelada, após atingir um pico de 800 dólares em maio, mas pode fechar 2021 a 691 dólares por tonelada, segundo os analistas do banco. “O setor estava em tendência lateral nos últimos tempos, mas tem reagido desde sexta-feira”, diz Viviane Vieira, operadora de renda variável da B.Side Investimentos. Suzano e Klabin, duas das principais empresas do setor no Brasil, fecharam o pregão desta quarta-feira, 25, em altas de 5,44% e 3,90%, respectivamente.

Publicidade