Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Banco francês corre para vender braço no Brasil em meio à queda de ativos

Fundos do Indosuez no Brasil perderam cerca de metade de seu patrimônio líquido em meio a processo de venda

Por Machado da Costa Atualizado em 28 out 2020, 12h18 - Publicado em 23 out 2020, 14h19

O braço de gestão de patrimônio do banco francês Credit Agricole, o Indosuez, está correndo para tentar vender suas operações no Brasil. Desde o início de setembro, quando a matriz determinou a venda das operações no Brasil e em Miami, nos Estados Unidos, houve uma fuga de capitais dos principais fundos do Indosuez no Brasil. Os principais fundos de ações, referenciado DI, renda fixa, debêntures e previdência já perderam aproximadamente metade de seu patrimônio líquido neste ano. Na virada do ano, havia mais de 8 bilhões de reais sob gestão nos cinco principais fundos do Indosuez. Agora, não somam 3,5 bilhões de reais.

Nesta semana, o grupo decidiu mudar a estratégia e retirou da linha de frente um escritório carioca que estava trabalhando na venda. Colocou um grupo de gestores do próprio banco para tentar atrair interessados. Contudo, segundo uma fonte explicou ao Radar Econômico, as fugas de capitais e de gestores que trabalhavam no banco está dificultando qualquer negociação. O entendimento é o de que não haverá muito o que vender em pouco tempo, o que forçará o Indosuez a fechar a operação, sem conseguir passá-la para outro grupo.

O Indosuez enviou uma nota ao Radar Econômico, que reafirma as informações. Leia na íntegra:

O Indosuez Wealth Management nega as informações publicadas em nota da coluna Radar Econômico da revista Veja e lamenta não ter sido contatado antes da publicação do texto. O Indosuez Wealth Management mantém hoje R$ 7,8 bilhões em ativos sob gestão ao final de setembro. Ao contrário do que diz a note, a redução de recursos a partir de setembro – R$ 130 milhões – não é significativa em relação ao total sob gestão. Nossos Gestores de Recursos estão totalmente comprometidos em oferecer a melhor performance no melhor interesse de nossos cotistas e a performance de nossos fundos está em linha com o mercado.

A equipe de gestão de longa data permanece fortemente comprometida com nossos clientes e seus ativos permanecem seguros em um dos 10 grupos bancários mais fortes do mundo.

Em relação à informação da venda da gestora, por princípio, o Indosuez Wealth Management não comenta rumores ou especulações de mercado”.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade