Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Ânima pode mudar o jogo na compra da Laureate pela Ser

Por ser menor, Ânima poderia oferecer condições semelhantes e teria menor resistência do Cade

Por Felipe Mendes, Machado da Costa - 16 set 2020, 11h25

A Ânima Educação está estudando enviar uma proposta de aquisição dos ativos da Laureate International no Brasil. O grupo estrangeiro recebeu uma oferta da Ser Educacional no fim da semana passada e também atrai o interesse da Yduqs (Ex-Estácio). A Ser acredita que dificilmente os rivais conseguirão superar sua proposta, mas os argumentos que poderiam inviabilizar uma compra pela Yduqs, fortalecem uma possível jogada da Ânima.

Por enquanto, a única carta na mesa foi a apresentada pela Ser. As empresas têm até 14 de outubro para oferecer algo melhor para a Laureate, mas por enquanto, só surgiram intenções. O Radar Econômico apurou que, na visão da SER, será difícil apresentar uma proposta financeira mais atraente com uma possibilidade de ter 44% de participação no novo grupo. Além disso, uma eventual operação de compra pela Yduqs traria o perigo de concentração de mercado, enquanto se a Ser Educacional fizer a aquisição, um novo grande player surgiria para fazer frente aos dois que já dominam o setor de educação: Cogna (Ex-Kroton) e Yduqs.

E são estes pontos o que justamente poderiam transformar a proposta da Ânima num grande trunfo. Ela é a menor dos três e poderia oferecer uma participação à Laureate tão grande quanto à da Ser. Além disso, a resistência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) seria substancialmente menor. Caso a Laureate desista do negócio com a Ser, terá de pagar uma multa de 180 milhões de reais. Além disso, a Ser possui a vantagem de poder cobrir qualquer proposta feita até 14 de outubro.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade