Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

A resposta de Guedes a quem pergunta sobre demissão

Ministro está fechado com Bolsonaro

Por Victor Irajá 24 Maio 2021, 13h28

Aos que o indagam sobre uma eventual saída do governo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, começa a discorrer, com ar professoral, sobre seu papel no governo, da mesma forma como faz em eventos públicos. Ele evoca o episódio do achaque do presidente Jair Bolsonaro ao então presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, amigo de longa data do ministro, e que acabou com a demissão do então comandante da estatal de petróleo, em fevereiro. A Câmara dos Deputados havia acabado de aprovar o projeto que concede autonomia formal ao Banco Central. Nas semanas seguintes, a PEC Emergencial foi aprovada no Congresso Nacional, a Medida Provisória da privatização da Eletrobrás foi entregue.

Diante dos impasses, Guedes está conformado e diz que, em Brasília, algumas batalhas se ganham; em outras, amargam-se derrotas. “Se eu tivesse entregado o chapéu, não teríamos caminhado”, repete ele.

Publicidade