Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Paulo Cezar Caju Por Paulo Cezar Caju O papo reto do craque que joga contra o lugar-comum

Nome composto, tatuagens e músculos: os pré-requisitos do jogador moderno

Para que aprender a driblar ou dar um bom lançamento se o que realmente importa é ter estilo?

Por Paulo Cezar Caju Atualizado em 9 abr 2021, 19h38 - Publicado em 5 abr 2021, 14h59

No futebol do novo normal o professor aluga um campo de grama sintética, impecável, para organizar uma peneira. Abandonou seu emprego de corretor imobiliário para investir no mercado milionário do futebol. Maquininha de cartão de crédito em punho cobrou cinquenta reais pela inscrição e arrecadou uma boa grana. Mas para serem aprovados os meninos precisavam responder um rigoroso questionário.

– Nome?
–  Me conhecem por Sirleizinho.
– Esquece, tem que ser nome composto. Sugiro Ricardo Felipe.
–  Quantas tatuagens tem?
–  Duas.
–  Não estou vendo nenhuma. O ideal é fazer uma no pescoço e uma em cada braço.
–  Seu corte de cabelo é inspirado em qual jogador?
–  Gabigol!
–  Perfeito! É só manter nesse tamanho e alterar a coloração mensalmente. Por favor, mostre a coxa.
–  Assim está legal?
–  Olha, precisa ganhar mais músculos para chamar a atenção quando levantar o short. E também sugiro uma tatuagem de dragão na coxa.
–  A sobrancelha é feita regularmente?
–  Sim, mas esqueci o piercing de nariz em casa.
–  Piercing é fundamental!
–  Qual a sua posição?
–  Zagueiro.
–  Quer um conselho? Invista em uma barbona!
–  Altura?
–  Um e noventa e oito.
–  A chance de entrar como titular é grande. Tá vendo aqueles dois baixinhos ali? Nem vou me alongar na entrevista com eles.-  Já comprou seus fones de ouvido?
–  Tenho três.
–  Como está sua velocidade, tem assistido os vídeos de Usain Bolt sugeridos por nossa comissão técnica?
–  Claro! Meu condicionamento físico está 100% e também pratico UFC.
–  Perfeito! Parabéns!

  • –  Por favor, pegue aquela bola da beira do campo tente arremessá-la com as mãos dentro da grande área.
    –  Que maravilha! Está bem de carrinhos?
    –  Dou ótimos carrinhos e também sei simular faltas, tenho treinado muito.
    –  Olha, estou impressionado com o seu desempenho.
    –  Para a comemoração dos gols preparou alguma dancinha?
    –  Todas foram ótimas, mas gostei muito dessa da reboladinha até o chão.
    –  Você saiu-se muito bem e pode retornar amanhã, mas leve essa cartilha porque é importante aprender o que é bochecha da rede, último terço, beirinha de campo e outros termos que estão destacados aí.
    –  Estou emocionado, sempre sonhei com esse momento. Sorte não ter caído dribles e lançamentos nessa prova. Confesso que sou quase zerado nesses quesitos.
    –  Seu empresário já havia me alertado sobre isso. Deixe de lado essas bobagens e vá providenciando o passaporte e coloque uma coisa em sua cabeça a Escolinha do Neca fechou, ficou ultrapassada, e nós damos as cartas. Faça sua tatuagens e deixe o resto comigo!

    Em tempos de “modelo de jogo”, encontramos a passarela perfeita para os manequins desfilarem seus estilos!

    Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

    Continua após a publicidade
    Publicidade