Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Paulo Cezar Caju Por Paulo Cezar Caju O papo reto do craque que joga contra o lugar-comum

Copa no Catar será nivelada por baixo. Eu torcerei pelas zebras

Analisando o cenário brasileiro e até mesmo o europeu chego a uma conclusão: o topo do futebol precisa de novos ares urgentemente

Por Paulo Cezar Caju Atualizado em 1 abr 2021, 19h35 - Publicado em 29 mar 2021, 14h39

Nesses tempos de pandemia não anda nada fácil comentar sobre futebol, mas sigo zapeando, garimpando alguns joguinhos. Outro dia assisti o Corinthians tomando um sufoco tremendo para vencer o Retrô. Juro, sem querer desmerecer ninguém, mas nunca havia ouvido falar desse clube. Após a partida, o treinador Vagner Mancini certamente deve ter dito que seu grupo vem evoluindo.

Flamengo empatou com o Boavista, Vasco empatou com o Madureira, Fluminense perdeu do Volta Redonda e por aí vai. O Botafogo conseguiu o gol da vitória no apagar das luzes e tive que ler que o técnico Marcelo Chamusca implantou um estilo reativo com ligações diretas e com cruzamentos de jogadores de beirinha do campo! Antigamente esses resultados seriam considerado zebras, mas a Zebrinha que viveu dias de glória no Fantástico hoje vive aposentada, reclusa, nas savanas africanas. Desistiu, claro.

  • Já que vivemos a fase de todos juntos e misturados bem que a Holanda ou a Bélgica poderiam ser campeãs do mundo, um antigo sonho meu. Também adoraria ver campeões do mundo a Nigéria, Costa do Marfim, Senegal, Marrocos, Argélia. Não seria bem melhor que uma Itália vencer com os onze atrás? Tenho assistido as Eliminatórias e é certo que a próxima Copa do Mundo será nivelada por baixo. Portugal tenta, tenta, tenta, mas não convence. Tudo bem que foi prejudicada contra a Sérvia, mas quer saber, prefiro o futebol dos sérvios.

    A Inglaterra atual é bem mais interessante que Portugal. Seria ótimo que nessa Copa, a zebrinha fosse resgatada, voltasse a brilhar. Também assisti River x Racing e Boca x Independiente, nada demais. Alemanha, Espanha, França, sinceramente, se ganharem uma Copa nada mudará no cenário mundial do futebol. Torço para algo surpreendente, que conquiste pela leveza.

    Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

    Pena Pep Guardiola não ser técnico de alguma seleção. Definitivamente, é o melhor treinador do mundo e há anos vem provando isso. Insisto que adoraria vê-lo dirigindo o Brasil. Sairíamos do marasmo, daríamos uma boa chacoalhada nessa mesmice que vem assolando nossos campos. É estranho pensar assim, mas a seleção canarinha ganhar a Copa pode ser considerado uma zebra. Mas torcerei por zebras autênticas, a começar pelo Carioca. Ou seja, sou Volta Redonda desde criancinha!

    Na Copa, mentalizarei por Cruyff, Paul van Himst, Roger Mila, Okocha, Kanu, Didier Drogba, Eto’o, Madjer e Abedi Pelé! O topo maior do futebol precisa de novos ares. A mesmice não tem nos levado a nada, então que a zebra volte e ajude a resgatar o futebol das trevas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade