Clique e assine a partir de 9,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Vizinhança da PF em Curitiba elegeria Bolsonaro no 1º turno

Na escola Santa Agueda, distante 500 metros do prédio onde o ex-presidente Lula está preso, o candidato do PSL recebeu a maioria dos votos

Por Guilherme Voitch - 10 out 2018, 00h16

Os moradores do entorno da sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) do Paraná, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde abril, votaram majoritariamente em Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno das eleições. É o que mostram os boletins de urna da escola Santa Agueda, o local de votação mais próximo da PF, distante pouco mais de 500 metros da Superintendência, no bairro do Santa Cândida, Zona Norte da capital paranaense.

De acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR), o candidato do PSL foi escolhido por 2.062 pessoas no local, a grande maioria entre os 3.145 eleitores aptos a votar nas seções eleitorais dali. A presença constante dos apoiadores do ex-presidente, que se revezam nos acampamentos montados na região, não se traduziu em votos para o petista Fernando Haddad, que fez apenas 313 votos na escola e ficou em terceiro lugar, atrás de Ciro Gomes (PDT), com 382 votos.

 

Publicidade