Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Sem alarde, filhos de Lula visitam o ex-presidente na prisão

Familiares do ex-presidente não conversaram com a imprensa e não visitaram o acampamento de militantes petistas montado ao lado da Superintendência

Por Guilherme Voitch 12 abr 2018, 18h59

Preso desde sábado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu pela primeira vez a visita de familiares nesta quinta-feira. Os filhos Fábio Luís, conhecido como Lulinha, Luís Cláudio e Lurian, e o neto Thiago, chegaram ao prédio da Polícia Federal onde o petista cumpre pena por volta das 10h e saíram perto das 13h. Eles estavam acompanhados do advogado de Lula, Cristiano Zanin.

Os filhos e o neto do ex-presidente retornaram à Superintendência da PF às 15h10 e só deixaram o prédio às 17h, quando se encerra o período de visitas. Zanin também esteve no local durante a tarde, mas em momentos diferentes. Nem o advogado nem os filhos do petista falaram com a imprensa. O grupo também não visitou o acampamento dos apoiadores do ex-presidente, localizado nas proximidades da PF.

A Polícia Federal confirmou que as visitas ao petista vão ocorrer às quintas-feiras, ao contrário das do restante dos detentos, cujas visitas ocorrem toda quarta-feira.

Continua após a publicidade

Publicidade