Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Lava Jato chega à empreiteira de aliado de Álvaro Dias

Joel Malucelli, dono da construtora, é suplente do senador e presidente do Podemos no Paraná

Por Guilherme Voitch Atualizado em 30 jul 2020, 20h32 - Publicado em 9 mar 2018, 10h52

A J. Malucelli, empreiteira paranaense alvo dos mandados de busca e apreensão da 49º fase da Lava Jato, pertence ao empresário Joel Malucelli, suplente do senador Álvaro Dias e presidente do Podemos no Paraná.

A Operação Buona Fortuna cumpriu mandados de busca e apreensão em Curitiba, na sede da empresa e na residência de um dos seus executivos, Celso Jacomel Júnior. É a primeira aparição da empreiteira paranaense na Lava Jato.

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal identificaram um pagamento de R$ 183 mil feito pela construtora  para a LS Consultoria Empresarial Agropecuária, empresa de fachada utilizada pelo sobrinho do ex-ministro Delfim Netto, Luiz Appolonio Neto.

Em nota, a assessoria do grupo J.Malucelli afirma que a construtora não fez qualquer pagamento indevido. “A JMalucelli Construtora sempre agiu de acordo com seus princípios éticos e morais. Sua participação na construção da UHE Belo Monte se deve ao simples fato de ser acionista do empreendimento, motivo pelo qual afirma, com toda convicção, que não fez qualquer pagamento indevido conforme noticiado e está certa que a justiça comprovará sua idoneidade e não participação nos fatos apontados.”

Continua após a publicidade
Publicidade