Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Justiça homologa novo acordo de delação premiada na Carne Fraca

Maria do Rocio, ex-chefe do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal no PR, é apontada como líder de esquema que beneficiava frigoríficos

Por Guilherme Voitch Atualizado em 30 jul 2020, 20h34 - Publicado em 8 fev 2018, 20h12

A operação Carne Fraca vai contar com mais um acordo de delação premiada. O juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, homologou nesta quinta-feira (8) a delação de Maria do Rocio Nascimento, ex-chefe do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal no Paraná e presa desde março de 2017.

As investigações realizadas até o momento apontam que Maria e o ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná entre 2007 e 2016, Daniel Gonçalves Filho, lideravam um esquema que beneficiava determinados frigoríficos e empresas do setor de alimentos em troca do pagamento de propina.

Gonçalves Filho teve seu acordo de delação firmado pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, em dezembro do ano passado. No acordo, Daniel citaria o envolvimento de diversos de políticos com foro privilegiado.

Publicidade