Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Haddad é porta-voz de Lula, diz Gleisi

Senadora manteve discurso de que o PT terá o nome do ex-presidente como candidato ao Planalto na eleição de outubro

Por Guilherme Voitch 10 ago 2018, 15h43

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou nesta sexta-feira, 10, que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad é o “porta-voz de Lula” e representará o ex-presidente em debates e sabatinas em que ele não se fizer presente.

  • Gleisi e Haddad deram entrevista nesta sexta-feira na saída da Superintendência da Polícia Federal (PF), onde visitaram o petista. A senadora paranaense manteve o discurso de que a chapa do PT terá Lula como candidato à Presidência e Haddad como postulante a vice. “Dia 15 (de agosto) registraremos essa candidatura. Lula estará nas urnas. Essa é nossa estratégia política”, disse.

    A tática de insistir com a candidatura de Lula já é questionada por parte do PT diante das dificuldades de garantir ao ex-presidente presença nos eventos de campanha. A Justiça não permitiu que Lula deixasse a carceragem da Polícia Federal para participar do debate da TV Bandeirantes na quinta-feira (9), por exemplo. Há dúvidas também se o PT conseguiria emplacar Haddad em um evento destinado a candidatos e não a vices.

    O ex-prefeito admitiu estar “à disposição” da coordenação de campanha para participar de qualquer evento e agenda, mas reforçou o discurso de que Lula é o candidato do partido. “O presidente Lula está sento censurado em seu direito de expressão. Vamos lutar para que ele participe de todos os debates”, disse.

    Continua após a publicidade
    Publicidade