Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Paraná Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba

Delator entrega novo lote de conversas gravadas com Richa, irmão e primo

Colaborador do Ministério Público, Tony Garcia entregou um áudio de encontro com o ex-governador do Paraná na qual Beto Richa pede detalhes sobre propina

Por Guilherme Voitch - Atualizado em 31 jan 2019, 12h49 - Publicado em 30 jan 2019, 22h50

O empresário Tony Garcia, colaborador da Justiça na Operação Rádio Patrulha, entregou uma nova leva de gravações ao Ministério Público Estadual. São áudios de conversas de Garcia com o ex-governador Beto Richa (PSDB); com o irmão dele, José Richa Filho, ex-secretário de Infraestrutura e Logística; com o primo Luiz Abi Antoun, apontado como operador financeiro da família Richa; e com os empresários Celso Frare, Osni Pacheco e Joel Malucelli. Os áudios se referem a acertos em licitações de manutenção de estradas rurais, objeto de investigação da Rádio Patrulha.

São pelo menos quatro conversas gravadas por Garcia, que na época fazia a mediação do esquema entre governo e empresários. Uma delas é com Richa. Nela, o ex-governador pede detalhes sobre o andamento do esquema e questiona sobre o pagamento de propina por parte de cada um dos empresários. Outro áudio envolve Antoun, atualmente no Líbano. O primo de Beto conta a Garcia que o tucano teria lhe chamado de “guloso” por ter pedido propina na casa de 30% em um contrato com o governo, quando o acertado seria de 15%.

No terceiro áudio aparece uma conversa do delator com o empresário Joel Malucelli, da J.Malucelli Construtora. O empresário conta detalhes de sua porcentagem no esquema, falando de percentuais e prazos. A última conversa gravada envolve Garcia, Richa Filho, Frare e Pacheco. Nela, os envolvidos discutem novamente o esquema que beneficia as empresas “parceiras” em contratos de manutenção de estradas rurais em troca de pagamento de propina. Os empresários recebem a certeza de Richa Filho que o edital seria montado de uma forma a evitar a entrada de concorrentes.

Primeiro lote

O primeiro lote de áudios entregues pelos colaborador, em setembro do ano passado, levou a prisão de todos os envolvidos. As conversas gravadas pelo empresário trazem vídeos com empresários contando o dinheiro da propina, áudios detalhando a negociação e uma conversa na qual Beto Richa manda Garcia “ir pra cima” de um empreiteiro que não teria pago a parcela da propina.

Publicidade

Ouça os áudios:

Tony Garcia conversa com o ex-governador Beto Richa:

Tony Garcia em conversa com Luiz Abi Antoun, primo do ex-governador Beto Richa:

Áudio de conversa entre Tony Garcia e o empreiteiro Joel Malucelli:

Publicidade