Clique e assine a partir de 9,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Teste de força

Dia de índio

Por Ricardo Noblat - 22 abr 2019, 08h00

Por exatos 33 dias, segundo portaria assinada pelo ex-juiz Sérgio Moro, ministro da Justiça e da Segurança Pública, a Força Nacional poderá intervir na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para prevenir qualquer desordem.

Esta semana são esperados na cidade cerca de 5 mil a 8 mil índios para seu encontro anual onde discutem suas reinvindicações e pressionam o governo e o Congresso para que as atendam. Deverão ficar acampados na Esplanada dos Ministérios.

O governo não gasta um tostão com o encontro, financiado por Organizações Não Governamentais (ONGs) e contribuições de particulares. Os índios jamais promoveram um ato de desordem. Mas o governo do capitão Bolsonaro os teme e não gosta deles.

Bolsonaro já disse que não fará nenhuma demarcação de terras indígenas. E que está disposto a rever demarcações que possam ser revistas. Defende a exploração das reservas por empresas de mineração. Índio bom para ele é índio assimilado pelos brancos.

Continua após a publicidade

Há ministros próximos do capitão que querem acabar com manifestações na Esplanada. Alegam razões de segurança nacional. Argumentam que grandes manifestações são proibidas em frente à Casa Branca, em Washington. Bolsonaro concorda com eles.

Publicidade