Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pronunciamento de Dilma sobre energia mais barata

Memórias do blog

Por Ricardo Noblat - Atualizado em 5 fev 2018, 15h55 - Publicado em 5 fev 2018, 13h00

(Texto publicado em 05.02.2015)

Foi um choque.

Esta tarde, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), líder da oposição, estava à frente do microfone de uma das tribunas da Câmara. Mas ao invés de falar, como seria de praxe, encostou um pequeno gravador no microfone. E a voz que saiu dele foi a da presidente Dilma Rousseff anunciando, em pronunciamento à Nação de janeiro de 23 de janeiro de 2013 por meio do rádio e da televisão, a redução do preço da energia elétrica.

Foi o recibo mais bem passado de estelionato eleitoral apresentado por algum parlamentar no Congresso até agora.

Publicidade

O plenário da Câmara estava cheio. E quando deputados do PT entenderam o que se passava, correram para ocupar microfones distribuídos por ali e ao alcance de qualquer um.

Tentaram impedir que se continuasse ouvindo o que Dilma dizia.

Arlindo Chinaglia (PT-SP), derrotado no último domingo na eleição para presidente da Câmara, perguntou ao seu colega Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que presidia a sessão, se o regimento interno da Câmara permitia a audição de uma gravação como aquela.

Eduardo demorou a responder. Foi o que bastou para que o pronunciamento de Dilma fosse ouvido na íntegra.

Publicidade

Acesse o vídeo abaixo e confira como tudo aconteceu. É imperdível.

PT tentou impedir que se lembrasse pronunciamento de Dilma sobre energia mais barata

Veja o vídeo de Bruno abaixo:

Publicidade