Clique e assine a partir de 9,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presidente 1% e vírgula qualquer coisa

Candidato sem voto

Por Ricardo Noblat - 7 mar 2018, 08h00

A mais recente pesquisa de intenções de voto CNT/MDA, que ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios de 25 estados entre os dias de 28 de fevereiro e 3 de março último, testou o nome de Michel Temer em três cenários de primeiro turno e em quatro de segundo turno.

Nos três do primeiro turno, Temer oscilou entre 0,9% de intenção de votos e 1,3%, só na frente de Rodrigo Maia (DEM) e Manuela d’Ávila (PC do B). Em um deles, é verdade, ficou atrás de Manuela.

Nos quatro cenários de segundo turno, Temer oscilou entre 3,8% e 6,8%. Seu melhor desempenho foi contra Lula, que o derrotaria com 47,5% dos votos. O pior, contra Alckmin, que o derrotaria com 36,6% dos votos.

Na pesquisa espontânea, quando o instituto de pesquisa não apresenta listas de candidatos, Temer foi citado por apenas 0,4% dos entrevistados. Foi o último colocado. A margem de erro da pesquisa é de 2,2%.

Continua após a publicidade

A avaliação positiva de o governo Temer é de apenas 3,4%. A negativa, de 75,6%. A aprovação do desempenho pessoal de Temer é de 10,1% contra 84,5% de desaprovação.

Só 5,8% dos entrevistados acreditam que Temer está enfrentando os principais problemas do país. E só 13,7% acham que ele está fazendo as reformas necessárias.

Quando comparado com Dilma, 30,1% responderam que confiam mais nela do que nele. Pouco menos de 12% disseram confiar mais em Temer do que em Dilma.

Publicidade