Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O que o general acha dos brasileiros

Preconceito e ignorância

Por Ricardo Noblat 7 ago 2018, 08h00

Imagine ter como presidente da República ou como vice, o substituto, portanto, do titular do cargo, alguém que pense assim sobre os seus governados: os brasileiros herdaram dos índios a indolência (preguiça), dos negros a malandragem e dos povos ibéricos (portugueses, de preferência), a tendência a querer privilégios.

Se o deputado Jair Bolsonaro (PSL) se eleger presidente, fique desde já sabendo que o vice dele, o general da Antonio Hamilton Mourão, pensa assim de nós. Foi o que ele mesmo disse ontem em sua primeira aparição pública como vice em uma reunião na  Câmara de Indústria e Comércio (CIC) de Caxias do Sul, na serra gaúcha.

Por que o general não disse, por exemplo, que os brasileiros herdaram dos índios o amor pela natureza? E dos negros o amor pela liberdade? E dos portugueses o amor pela aventura? Porque ele não pensa assim, ora bolas.

Repetindo, pensa que os índios foram ou ainda são preguiçosos, que os negros foram ou são sujeitos repletos de artimanhas para extrair vantagens, e que os portugueses foram ou são gente que gosta de desfrutar o direito concedido a poucos em detrimento da maioria.

Em tempo: o general comentou que não é racista. Preconceituoso e ignorante, ele é.

Continua após a publicidade

Publicidade