Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O desespero dos generais com o indisciplinado capitão

Sem conseguir controlá-lo

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 18h56 - Publicado em 11 Maio 2020, 09h00

Generais que cercam de perto o presidente Jair Bolsonaro admitem o fracasso em tentar limitar seus passos, segundo a edição desta semana do TAG REPORT, relatório das jornalistas Helena Chagas e Lydia Medeiros. Bolsonaro é incontrolável. Já era assim nos tempos de soldado e cabo. Ao ser afastado do Exército por conduta antiética, ganhou a patente de capitão.

Queixam-se de conversar com ele, aconselhá-lo a se expor menos, analisarem os riscos do seu comportamento, quase sempre no fim Bonsonaro concorda com o que ouve. Para de repente, sem avisá-los, aprontar mais uma. Muitas vezes só ficam sabendo na última hora que ele sairá para mais um passeio, ou para participar de mais uma manifestação.

Andam preocupados também com a entrega de cargos do governo para o Centrão, o grupo de partidos políticos mais fisiológicos. Já advogaram junto a Bolsonaro que é preciso designar militares para tomarem conta de cada nome nomeado pelo Centrão. Mas Bolsonaro é contra. Alega que se é para obter apoio político, o Centrão deve sentir-se à vontade.

Publicidade