Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula livre, aos poucos

Aposta

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 19h21 - Publicado em 31 out 2019, 10h00

É pule de 10 em Brasília que o ministro Edson Fachin mandará Lula para o regime semiaberto de prisão, podendo trabalhar durante o dia e recolher-se à noite à prisão para dormir.

Na próxima quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal retomará pela terceira vez o julgamento que poderá acabar por 6 a 5 com a prisão em segunda instância.

O fim da prisão não abrirá automaticamente a porta da cela de Lula para que ele vá para casa. Sua defesa terá que pedir isso, e um juiz da primeira instância concordar.

A ser assim, é possível que Lula vá primeiro para o regime semiaberto e só depois vá direto para casa. Ele só deixará de ser um ficha suja se for anulada sua condenação no caso do tríplex.

A 2ª Turma do Supremo, formada por cinco ministros, decidirá sobre o assunto ainda este ano.

Continua após a publicidade
Publicidade