Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Flávio, garoto ingrato!

E se tivesse vazado antes?

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 19h43 - Publicado em 20 Maio 2019, 08h00

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) queixa-se sem razão do Ministério Público do Rio de Janeiro, a quem acusa de ter quebrado seu sigilo fiscal e bancário antes que a Justiça autorizasse, e vazado os dados que o põem na incômoda situação de investigado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Na verdade, Flávio deveria agradecer ao Ministério Público por ter mantido em segredo desde janeiro do ano passado as informações a respeito que recebera do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF). Imagine se elas tivessem se tornado públicas antes da sua e da eleição do seu pai a presidente da República?

Foi o segredo mais bem guardado pelos promotores. Se quebrado, talvez o resultado da eleição tivesse sido outro. Afinal, o combate à corrupção foi uma das bandeiras do clã dos Bolsonaro à caça de votos. Ela, hoje, está emporcalhada e corre o risco de rasgar-se.

Publicidade