Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

De fato, este país não é para principiantes

Outra mudança de agenda

Por Ricardo Noblat 7 mar 2018, 10h00

Durou o quê? Uma semana? Talvez menos de 10 dias o que o presidente Michel Temer sonhou que poderia ser o início de sua lua de mel com os brasileiros.

No último dia 16, ele assinou o decreto de intervenção federal no setor de segurança pública do Rio de Janeiro. A iniciativa foi aprovada por pouco mais de 80% da população.

De uma semana para cá, o que ele chamou de uma jogada genial de marketing sofreu três duros golpes. A saber:

+ avançou o inquérito que investiga irregularidades no setor portuário, e que envolve Temer;

+ o Supremo Tribunal Federal incluiu o nome de Temer em inquérito sobre repasse de dinheiro da Odebrecht ao PMDB;

+ e o ministro Luís Roberto Barroso autorizou a quebra do sigilo bancário de Temer pedido pela Polícia Federal.

De novo mudou a agenda política do país. Saiu a reforma da Previdência e entrou a intervenção no Rio. Saiu a intervenção, pelo menos por ora, e entrou outra vez Temer em apuros.

Continua após a publicidade
Publicidade