Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Acendeu a luz vermelha na Avenida Paulista

Palocci, entre delatar ou mofar na cadeia

Por Ricardo Noblat 12 abr 2018, 17h07

A decisão do Supremo Tribunal Federal de negar habeas corpus a Antonio Palocci deixa o ex-ministro de Lula e de Dilma diante do dilema de delatar ou amargar muitos anos na cadeia.

Palocci foi condenado a 12 anos, 2 meses e 20 dias por corrupção e lavagem de dinheiro. Está preso porque havia o risco de continuar cometendo crimes se fosse posto em liberdade.

Ao juiz Sérgio Moro, ele já adiantou coisas fortes capazes de complicar ainda mais a vida de Lula. E sugeriu que sabe o suficiente para deixar mal banqueiros e empresários poderosos.

Mas não foi além. E os procuradores da Lava Jato não ficaram satisfeitos com tão pouco em troca do prêmio de uma eventual redução da pena.

O mais provável é que Palocci decida contar mais depois da decisão do Supremo de não soltá-lo. E aí que se cuidem figurões da Avenida Paulista e dos seus arredores, mas não só.

Continua após a publicidade

Publicidade