Clique e assine com até 92% de desconto
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A navalha afiada do ex-ministro Delfim Netto corta todo mundo

Trump não deu nem um docinho ao Brasil

Por Ricardo Noblat Atualizado em 18 nov 2020, 20h00 - Publicado em 31 ago 2020, 09h00

Observações ácidas saídas do forno do ex-ministro da Fazenda Antonio Delfim Netto e registradas pelo TAG REPORT, relatório semanal das jornalistas Helena Chagas e Lydia Medeiros:

1. “Essa semana vi o presidente [Bolsonaro] falar uma barbaridade sobre a proposta do Guedes de renda básica: ‘Esta eu não levo ao Congresso’. Ele não entendeu que não é para proteger quem ganha mais”.

2. “Não creio que estamos preparados para realizar uma reforma tributária hoje. Essas propostas que estão aí não vão a lugar nenhum, precisam ser muito mais discutidas. Até porque reforma tributária não é coisa para economista, é para grandes tributaristas. No que temos que nos concentrar agora é na reforma do Estado. Esta é urgente”.

3. “Essa proposta é muito interessante. Tem cara de CPMF, cheiro de CPMF e dizem que não é CPMF. Então eu não entendo o que é. Mas parece que ela tem todos os defeitos da CPMF”.

4. Sobre Tereza Cristina, ministra da Agricultura: “Ela é uma ministra sensacional. Estamos vendo a maior confusão, todo mundo brigando, mas a agricultura vai em frente, suavemente, deslizando. Há uma grande briga na sala, mas ela está lá no seu cantinho, tomando champanhe”.

5. “O Trump nunca deu a menor confiança para o Bolsonaro, não deu nem uma balinha, nem um docinho para o Brasil. O que ele nos deu de benefícios? Nada. Vivemos uma desmoralização internacional, estamos abaixo de pau de galinheiro”.

6. “O ministro Ricardo Salles [do Meio Ambiente] é uma tragédia. Mesmo quando faz a coisa certa, parece que está errada”.

Continua após a publicidade
Publicidade