Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Modo Avião Por Tatiana Cunha As dicas certeiras de turismo e os lugares incríveis do planeta para você planejar sua próxima viagem

Os 10 tipos de viagem que todo mundo deveria fazer uma vez na vida

Seja para fazer uma desintoxicação digital, se conectar com amigos, aprender ou ajudar o próximo, o importante é o que tiramos deste tipos de viagens

Por Tatiana Cunha - 19 set 2018, 13h46

Uma viagem nunca é igual a outra.

Podemos viajar para o mesmo lugar, ficar hospedados no mesmo local, ir na mesma época do ano e tentar recriar todos os passos que demos antes. Não importa. Cada viagem é uma aventura diferente.

Aquele por do sol incrível que você viu em determinado lugar não se repetiu quando você voltou lá. O prato que você comeu naquele restaurante não estava tão gostoso como da primeira vez, a fila no museu foi bem menor da última vez que você esteve lá e aquele upgrade que você ganhou ao chegar na locadora de carros fez a road trip ficar muito mais divertida na segunda vez.

Publicidade

Isso sem falar sobre nossos sentimentos, nossas impressões, nosso humor. A emoção que sentimos da primeira vez que vamos a um lugar ou vemos alguma coisa nunca será igual.

Talvez por isso viajar seja tão legal. Porque sabemos que aquilo que vivemos nunca mais se repetirá. Ir para um mesmo destino pode ser muito mais legal da segunda, terceira ou décima vez que visitamos, ou pode ser super decepcionante.

Além disso há diversos tipos diferentes de viagem que podemos fazer para um mesmo destino. Podemos viajar a negócios, a passeio, acompanhados, com o orçamento apertado, com vontade de não fazer nada a não ser relaxar…

E cada viagem desta nos deixa uma memória e constrói um pedacinho de quem somos.

Publicidade

Eu sempre digo que, depois de estudar, o melhor investimento que podemos fazer em nós mesmos é viajar. E justamente por isso acho que todos nós deveríamos, ao menos uma vez na vida, fazer uma viagem dos tipos que descrevo abaixo para ajudar na formação do nosso caráter, na maneira como vemos o mundo e como nos relacionamos com os outros.

 

1. Uma viagem solo

Pode até parecer clichê, mas nada como viajar sem acompanhante para nos conhecermos melhor. Já fiz até um post aqui enumerando os motivos que fazem este tipo de viagem tão enriquecedor. Nada como poder ir onde a gente quer, quando a gente quer, ficar o tempo que desejamos, comer quando der na telha, não comer quando der na telha, fazer novas amizades, entre outras coisas. Sair de nossa zona de conforto é essencial para nor tornarmos mais independentes e confiantes.

Publicidade

2. Uma viagem educativa

Duas das melhores coisas que podemos fazer por nós mesmos de uma vez só: estudar e viajar. Aqui vale estudar qualquer coisa: pode ser um intercâmbio, um curso de idioma, de culinária, de história, vale fazer aulas de surfe ou de yoga. O importante é voltar para casa com a bagagem mais cheia do que na ida. Mais cheia de conhecimento, de novas ideias, de novos projetos.

3. Uma viagem para desintoxicar

Não estou falando de uma viagem para um spa aqui (se bem que também não é uma má ideia não). Mas sim de uma desintoxicação digital. Nos dias de hoje poucas são as pessoas que conseguem não viver conectadas quase que 24 horas por dia. Seja em redes sociais, checando os emails do trabalho ou recebendo mensagens no grupo de família, estamos em constante estado de atenção. Justamente por isso é tão importante se desconectar por pelo menos uns dias (um final de semana já vale). Ninguém precisa se hospedar numa aldeia no interior do Malawi para fazer isso. Basta boa vontade e disposição. Uns dias sem contato com “o mundo” certamente farão bem.

4. Uma road trip nos EUA

Tá, eu sei que é clichê. Mas é daquele tipo que vale a pena. Seja para fazer a mítica Rota 66, uma viagem pelos Parques Nacionais, pela costa da Califórnia ou para ver as folhagens na Nova Inglaterra, os EUA estão cheios de roteiros para quem curte uma boa road trip. Poucas coisas são mais divertidas que alugar um carro e sair pelas estradas americanas sem hotel reservado nem restaurante planejado para comer. Gasolina no tanque, alguns petiscos no carro, GPS ou um mapa e pé na tábua.

Publicidade

5. Uma viagem de luxo

Todo mundo merece um dia fazer uma viagem que não tenha que se preocupar com dinheiro. Não me entenda mal, não estou dizendo que todo mundo deve ir para Paris, se hospedar no George V e fazer compras nas lojas de grife. Não é bem por aí. Mas fazer uma viagem em que a gente se hospeda no hotel que escolheu não com base no preço, faz as coisas que tem vontade, come nos locais que gostaria e volta para casa satisfeito e com a sensação de “missão cumprida” isso sim é fazer uma viagem de luxo.

6. Uma viagem de voluntariado

Fazer uma viagem na qual podemos dar algo em troca para outras pessoas ou para o planeta é maravilhoso. Hoje em dia as viagens de voluntariado estão cada vez mais na moda e já existem agências especializadas nisso. Seja para cuidar de cachorrinhos abandonados na América Central, para ajudar crianças desnutridas na África, construir casas em um país devastado por um desastre natural ou plantar árvores em algum canto do planeta, o que importa neste caso é a intenção. Devolver um pouco do que ganhamos e fazer a alegria de outras pessoas. Não há dinheiro que pague a satisfação deste tipo de viagem.

Publicidade

7. Uma viagem de aventura

Vale fazer o Caminho de Santiago, um safari na África, uma trilha numa para chegar a uma praia selvagem ou um cruzeiro no Alasca. O destino não importa e os perrengues e imprevistos são o que contam. O legal é fazer uma coisa que você nunca tenha feito antes, encarar um desafio e ter a sensação de que completou algo que ficará com você para sempre.

8. Uma viagem para a Disney

Tá, podem me julgar. Eu não importo. Mas eu sou 100% a favor de que todo mundo um dia faça uma viagem para o lugar mais feliz da Terra. Não importa a idade, pode ser criança, adulto ou vintage (como minha vó se define). A Disney tem algo de mágico que é difícil explicar para quem nunca foi. A primeira vez que estive lá tinha 19 anos e posso garantir que me diverti como se tivesse 9, hahaha. Seja com a família, os filhos ou um grupo de amigos, uma viagem para a Disney é sempre inesquecível e nos faz voltar ser crianças e esquecer nossas preocupações mesmo que por algumas horas.

9. Uma viagem para um local exótico

Comidas completamente diferentes, uma cultura muito distinta da nossa, cheiros novos… conhecer um lugar exótico é a melhor maneira de aguçarmos nossos sentidos e nos abrirmos para novas experiências. Além de aprender, estimulamos nossa criatividade e somos surpreendidos o tempo todo com coisas e modos inesperados e diferentes.

Publicidade

10. Uma viagem com o(s) melhor(es) amigo(s)

Neste caso o que importa não é o destino e sim a companhia. Pode ser uma viagem de carro, uma longa viagem de avião, uma viagem de final de semana ou para passar um mês fora. O legal é estar ao lado da família que você escolheu, seus amigos. E aí o que importa é só se divertir, criar laços de amizade cada vez mais fortes e memórias que vão durar para sempre.

 

Publicidade