Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Modo Avião Por Tatiana Cunha As dicas certeiras de turismo e os lugares incríveis do planeta para você planejar sua próxima viagem

Mulheres que viajam se sentem mais poderosas, revela pesquisa

Segundo estudo feito nos EUA, 1 em cada 3 mulheres afirmou que ao voltar a de uma viagem sempre tem a sensação de que pode realizar qualquer coisa

Por Tatiana Cunha Atualizado em 30 jul 2020, 20h31 - Publicado em 19 mar 2018, 15h08

O dia das mulheres já passou, mas como atualmente o que mais se ouve falar é sobre igualdade de gêneros, empoderamento feminino e outros temas relacionados ao papel das mulheres na sociedade, achei bacana mostrar o resultado desta pesquisa feita recentemente nos EUA.

Já falei diversas vezes aqui no blog sobre como viajar pode nos transformar, independentemente do gênero, da condição social, da raça. Especialmente quando viajamos sozinhos. Quando temos tempo de nos escutar, de nos conhecer e de saber quem somos e o que queremos. Quando estamos livres para seguir nossos desejos e ouvir nossos instintos.

Mas é fato que muitas mulheres ainda têm medo de viajar sozinhas. Seja porque são novas ou porque se acham velhas demais para pegar uma avião sozinhas. Seja porque têm medo do desconhecido ou da violência que podem encontrar em seu destino. Motivos não faltam.

Mesmo já tendo viajado incontáveis vezes sozinha, seja a trabalho ou lazer, ainda sinto um friozinho na barriga toda vez que faço minhas malas para um destino, não vou negar. Mas faz parte da aventura e do aprendizado. Este nervosismo apenas faz com que eu me sinta mais “alerta” para os eventuais “perigos” da minha viagem. E quando volto pra casa, depois da viagem realizada e bem-sucedida, uma sensação de vitória e conquista sempre vem junto da minha bagagem.

E é justamente isso que a pesquisa realizada pela empresa de viagens Trafalgar com mais de 1.000 mulheres nos EUA revelou.

Para 73% das entrevistadas, que tinham entre 18 e 60 anos, viajar as faz se sentir mais fortes e poderosas. Para 86% delas, independentemente da violência no mundo nos dias de hoje, viajar continuará fazendo parte de sua rotina.

Continua após a publicidade

A pesquisa ainda revelou que para mais da metade das mulheres ouvidas (57%) viajar as transformou de alguma maneira. Para 34% delas a transformação principal foi fazer delas melhores amigas para seus amigos.

Segundo os dados colhidos pela empresa de viagens, 1 em cada 3 mulheres disse voltar de uma viagem com a sensação de que pode realizar qualquer coisa. E 69% delas afirmaram que sentem-se inspiradas ao fazer as malas.

Mas quais são as principais razões que levam as mulheres a viajar nos dias de hoje?

Bem, segundo o estudo para 66% das entrevistadas fazer as malas foi uma maneira para se relacionar mais com sua família ou seu companheiro. Fugir da rotina foi apontada como justificativa para viajar para 52%. Comemorar aparece como terceiro motivo mais citado (36%). Já 32% destas mulheres disseram que saem de casa para refletir e crescer, enquanto 31% disseram que é para aprender. O sexto motivo mais apontado para justificar uma viagem foi testar os próprios limites (17%).

E, como eu disse antes, a pesquisa também mostrou que muitas mulheres ainda não se sentem confortáveis em viajar desacompanhadas. Para 76% das entrevistadas o melhor é viajar com a família ou o companheiro, enquanto apenas 10% disse preferir viajar sozinha.  Mais da metade das entrevistadas (51%) afirmou ser feminista.

Mas o que estes números todos significam?

Que viajar é bom demais, é transformador e renovador e que todos nós devemos fazer as malas e deixar a rotina pra trás de vez em quando. Não importa nossa idade, nosso gênero, se vamos para perto ou para longe. Se vamos para ficar um ano ou apenas um final de semana. O importante é ver o mundo com outros olhos, abrir o coração para novas experiências e saber usar o que aprendemos em uma viagem para nos transformar em mulheres melhores, homens melhores, cidadãos melhores, companheiros melhores, amigos melhores, pais melhores e por aí vai.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade