Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

8 truques para evitar ficar doente depois de viajar de avião

Saiba o que você pode fazer durante seu próximo voo para minimizar suas chances de ser contaminado com doenças respiratórias comuns, como gripe e outras

Todo mundo que viaja de avião com uma certa frequência já acabou ficando gripado uma (ou muitas vezes) depois de chegar de uma viagem.

E, por mais que a gente possa culpar o cansaço, a falta de sono adequada ou o jet lag, o fato é que, em boa parte das vezes, acabamos contaminados dentro da cabine do avião, seja por um vizinho de poltrona que está doente, por um dos comissários de bordo ou mesmo pelo ar viciado que respiramos.

De acordo com um estudo publicado pela PNAS, a publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, e divulgado na semana passada, a chance de se contrair uma doença no avião se você estiver sentado a uma fileira de distância ou a duas poltronas de alguém infectado aumenta em 80%. Para os demais passageiros, este risco caiu para apenas 3%.

Os pesquisadores estudaram meticulosamente os dados recolhidos de passageiros de dez voos transcontinentais para o estudo e levaram em consideração doenças respiratórias comuns, como SARS (síndrome respiratória aguda grave) e gripes, que são transmitidas por gotículas que ficam no ar ou em superfícies.

Outro dado que chamou a atenção na pesquisa foi a quantidade de passageiros que podem ser infectados caso algum comissário de bordo esteja doente: 4,6 por voo.

O estudo concluiu que, caso um voo decole com um passageiro doente, a probabilidade de quase dois estarem infectados ao fim da viagem é grande.

A boa notícia é que, na pesquisa, amostras recolhidas nas bandejas e nos cintos de segurança dos voos pesquisados, não mostraram traços de vírus, o que indica que o contagio maior seja mesmo através do ar, por espirros ou tosse.

Mas se você quiser evitar ficar doente da próxima vez que viajar, aqui vão alguns truques que podem te ajudar a prevenir o incômodo, seja para não ficar de cama durante sua viagem ou quando voltar para casa…

1. Não desvie o vento da sua poltrona

Se você é como eu e sempre passa mal de tanto frio no avião deve estar acostumado a sentar em sua poltrona e a primeira coisa a fazer é ter certeza que a saída de ventilação acima está fechada. Pois se seu objetivo é ficar o mais longe possível de germes e bactérias que circulam pelo avião pode começar a mudar seus hábitos. O ideal é deixar aquela saída de ventilação sempre aberta (nem precisa ser toda aberta) para garantir que o ar mais fresco e filtrado chegue até você. Da próxima vez que for viajar, ao invés de fechar a tal saída, coloque um casaco a mais e deixe o ar circular livremente.

 

2. Não durma apoiado na janela

Esta é simples. Basta pensar que se você teve a ideia de se deitar na janela do avião para dar aquela soneca, muitas outras pessoas que já sentaram naquele mesmo lugar devem ter feito a mesma coisa. Apesar de serem limpos entre um voo e outro, nem sempre os funcionários das empresas aéreas têm tempo suficiente para fazer uma faxina daquelas que fazemos em casa de tempos em tempos. Na maioria das vezes eles fazem a limpeza do básico e muita coisa permanece suja entre os voos. Ou seja, quanto menor seu contato com estas partes da aeronave, melhor.

 

3. Troque de lugar se tiver alguém doente perto

Como revelou a pesquisa que falei no início do post, sua chance de ficar doente se alguém próximo a você no avião estiver doente aumenta para 80%. Ou seja, se você perceber alguém tossindo demais, espirrando ou com algum outro sintoma, peça gentilmente a um dos comissários de bordo para trocar de lugar. Nem sempre será possível, claro. E evite falar na frente da pessoa para não constrange-la. Mas, como diz o ditado, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

4. Use uma máscara

Quem já viajou para a Ásia já deve ter reparado que esta prática é super comum em aviões ou outros meios de transporte, como trens e metrôs. Muitas vezes pessoas que estão doentes usam máscaras, destas tipo de médicos, para evitar contagiar outras pessoas, especialmente em ambientes fechados, como é o caso dos aviões. Isso serve tanto para quem está doente como para quem quer evitar ficar doente. Se você tiver vergonha de usar sua máscara o tempo todo, use pelo menos quando as luzes da cabine estiverem apagadas.

 

5. Use lenços de limpeza

Como já falei antes, aviões não são os lugares mais limpos do mundo. Aliás, muito pelo contrário. Já fiz até um post aqui no blog contando quais são os lugares mais sujos nas aeronaves (não, não é o banheiro!). Então, se você quiser ficar livre de germes e bactérias é sempre bom levar na mala de mão aqueles lencinhos de limpeza que você pode usar pra limpar as partes que irá tocar mais, como a janela, a bandeja, o assento do banheiro, entre outros. Não precisa também virar o doido do lencinho e sair fazendo uma faxina no avião, mas melhor prevenir 😉

 

6. Não sente no corredor

De acordo com o estudo que mencionei no início deste post, os passageiros que sentam nas poltronas do corredor tendem, naturalmente, a se mover mais na cabine do que os que se sentam nas poltronas da janela. De acordo com os pesquisadores, 57% dos passageiros sentados nas janelas, não se levantam durante o voo. Já entre os das poltronas do meio, 48% não se movem. E apenas 20% dos que se sentaram no corredor ficam parados durante toda a viagem. Ou seja, a chance de contaminação é maior, já que estes passageiros têm mais contato com as outras pessoas que estão no avião.

 

7. Evite travesseiros e cobertores

Muitas empresas aéreas fornecem travesseiros e cobertores embalados individualmente após serem higienizados. Mas, se este não for o caso, evite entrar e contato com eles porque eles podem estar contaminados. Especialmente os travesseiros, que vão perto da boca e do nariz e que muitas vezes recebem apenas uma capinha nova sem serem totalmente higienizados. Se você puder levar os seus, melhor.

8. Mantenha suas mãos limpas

Sempre tenha na sua mala de mão um daqueles frasquinhos de álcool em gel para limpar suas mãos no avião. Muitas vezes mesmo sem a gente perceber acabamos tocando em locais sujos do avião, como o encosto de cabeça ou os apoios de braço, isso sem falar das imundas mesinhas e os banheiros nem sempre muito limpos. Ninguém precisa passar o gel nas mãos a cada cinco minutos, mas antes das refeições e depois de sair do avião não custa nada.

 

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s